Scroll Top

Benefícios da Aveia em farelo, flocos e farinha para a saúde

A aveia é um dos alimentos funcionais* mais fantásticos e importantes que a natureza já produziu. Ailás, foi um dos primeiros alimentos a receber o título de alimento funcional. A aveia, além de fornecer substâncias essenciais ao organismo,  é capaz de prevenir um número considerável doenças.

*O que são alimentos funcionais? São alimentos ou ingredientes que além de suas funções normais de fornecer nutrientes para o organismo, trazem benefícios para saúde.. Eles podem, por exemplo, reduzir o risco de doenças crônicas degenerativas, como câncer e diabetes, entre outras.

Benefícios da Aveia em farelo, flocos e farinha para a saúde

Um dos pontos mais interessantes da aveia é a sua grande versatilidade para consumo. Pode ser consumida em um simples copo d’agua, na forma de mingau, salpicada em frutas, em vitaminas batidas em liquidificador, misturada a massa de pão, bolo, biscoito, crepioca, enfim, a aveia é tão versátil que pode ser salpicada na salada ou onde a imaginação permitir.

Os Benefícios da aveia para a saúde:

Uma das fibras mais importantes da aveia é a Betaglucana.

A Betaglucana após sofrer a fermentação no intestino grosso produz moléculas capazes de combater micro-organismos. Essa mesma molécula, de acordo com estudos realizados na Universidade do Estado de Iowa do Estados Unidos, é capaz de promover uma redução do colesterol, inibindo a produção dessa gordura nociva. Além disso, a aveia faz com que o organismo tenha uma diminuição na absorção da gordura pelo organismo, daí seu apelido de  “amiga das artérias“.

Embora os estudos, ainda em andamento, não tenham sido comprovados, há a suspeita de que a aveia é capaz de ajudar no controle da pressão arterial. Estamos falando em comprovação científica e não de crendices populares.

O que se tem comprovado pela ciência é a capacidade da aveia em manter os níveis de açúcar sob controle. Ou seja, ela impede a sobrecarga de glicose e de insulina. Ela faz com que o organismo absorva a glicose de forma lenta e gradual, regularizando, assim, a produção de insulina. Dessa forma, a aveia é indicada para quem tem Diabetes tipo 2, pois faze com que as células diminuam os picos de glicemia.

Na obesidade, além de regularizar a flora intestinal, a aveia promove saciedade, inibindo a fome, o que favorece o emagrecimento.

Aveia e o sistema de imunidade:

As betaglucas atuam de forma primorosa no sistema imunológico, diminuindo as chances de inflamações modulando as células de defesa que estão envolvidas nos processos inflamatórios.

Esse processo é importantíssimo para barrar as inflamações recorrentes, ou seja, que vão e voltam abrindo caminhos para diversas doenças oportunistas.

Quais as diferenças da aveia em farelo, flocos e farinha:

Os especialistas, nutrólogos, recomendam a ingestão de 3 ou 4 colheres de sopa de aveia todos os dias. É importante manter essa frequência de consumo para se obter todos os benefício da aveia.

Existem usualmente 3 formas de apresentação da aveia, cada uma com suas especificações e “poderes”. A saber: Flocos, farelo e farinha.

  • Flocos: É o grão na sua forma integral que  conserva os principais nutrientes da aveia. Costuma ser usado por cima das frutas, saladas e misturado aos iogurtes. A versão de flocos finos é utilizado no preparo de sopas, mingaus e tortas.
  • Farelo: Esse tipo provém da camada externa do grão e, por isso, conta com a maior concentração de fibras Betaglucanas – são 9 gramas para cada 100 do farelo. Pode ser salpicado sobre um prato já pronto, sucos, ou ser misturado à massa de pães, bolos, biscoitos e outros.
  • Farinha: Costuma ser obtida da parte interna do grão e, assim, perde na porção de fibras para o farelo e o floco. É empregada principalmente nas receitas de pães, panquecas e bolos, e devido aos seus nutrientes, torna-se uma alternativa mais saudável à farinha de trigo, apesar do alto teor de Glúten de ambos. 

Qual aveia é melhor para emagrecer?

farelo de aveia emagrece mais do que as outras versões do grão porque é a que contém maior concentração de fibras. Na falta do farelo é preferível consumir a aveia em flocos.

DICA IMPORTANTE – Quem consome aveia regularmente deve consumir bastante água durante o dia, dessa forma se evita ou diminui a prisão de ventre

Ingredientes nutricionais da Aveia

  • Fibras: A aveia contém duas versões da substância: as insolúveis, que dão consistência ao bolo fecal, e as solúveis, ricas em Betaglucana, que, ao serem fermentadas no intestino, protegem o mesmo e diminuem o colesterol.
  • Vitaminas: Ela é reduto de vitaminas do complexo B – Niacina (Vitamina B3), Tiamina ( Vitamina B1) -, fundamentais para manter a saúde mental e a energia do corpo. Além disso, tem vitamina E, cuja ação antioxidante previne estrago às células causados pelos radicais livres.
  • Minerais: Ali vamos encontrar o Zinco, que também acaba com as colônias de radicais livres. Ainda temos silício, um mineral importante na produção de colágeno, aquela substância responsável pela firmeza e elasticidade da pele, e que mulheres e homens com mais de trinta anos começam a perder. Ele também fortalece unhas e cabelo.
    Outros: Selênio, Ferro, Magnésio, Fórforo e Cobre.
  • Proteínas: É um dos grãos com maior valor protéico, disponibilizando nutrientes essenciais a diversos tecidos e funções do corpo. Nesse ponto, deixa concorrentes como o trigo a anos luz de distância.

Efeitos colaterais da aveia

Está tudo muito bom e tudo muito lindo, mas a aveia, como todo alimento, tem lá suas imperfeiçoes e efeitos colaterais desagradáveis

  • Intestino preso, dificuldade de evacuação
  • Inchaço.
  • Muita produção de gás.
  • Diarreia com dor.
  • Dor abdominal ou cólicas.
  • Obstrução intestinal.
  • Redução na absorção de algumas vitaminas e minerais, pela diarreia e a presença de fitatos.

Contra-indicação da aveia

A aveia é contra indicada para pessoas que possuem os seguintes problemas

 

  • Cólon irritável.
  • Obstrução intestinal.
  • Doença do intestino curto.
  • Inflamação da vesícula
  • Obstrução da vesícula biliar.
  • Diverticulite.
  • Intolerância alimentar.
  • Colite ulcerativa.
  • Osteoporose.
  • Celíacos

 




Curta Dietas & Regimes

Comments

comments

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.